10 de fev de 2017

todo poema é bilíngue
: há a língua de quem o escreve,
há a língua de quem o lê.

todo poema é um
exercício de tradução,
um exercício de querer ver.

todo poema é um código
secreto.

Nenhum comentário:

será fim de tarde daqui a pouco e veremos os suicidas fazendo fila em cima da ponte do tamarindo para decidir quem pula e quem não levi...