22 de set de 2014

Terá sempre um delicioso
gosto esquisito
em cada dobra do teu sorriso
quando te rires de que vês em mim.

Estou aqui e não é pra
te falar de antes.

Porque ontem é um
lugar esquisito, perdido
por entre os livros que
não se acabaram de ler.

É evitando o amanhecer que
se impede o dia que rasteja?

Não carregarei tuas malas,
nem tampouco descerei escadas;

já não saberemos mais
por onde andamos.

Porque planos se fazem
somente enquanto se almeja
que o amanhã que tanto se deseja
chegue somente depois de amanhã.

16 de set de 2014

Podes te esquecer todas as noites
que no fim há de ventar.

Todo o zêlo com que
empurraste as folhas
prum lugar onde não
sujem as pedras do teu
quintal,
terá sido tudo em vão.

Madrugada de ciclone
e maus agouros,
diz o mapa.

O satélite que orbita
agora em ti
está feliz:

foi-se o tempo de
vagar na escuridão.

será fim de tarde daqui a pouco e veremos os suicidas fazendo fila em cima da ponte do tamarindo para decidir quem pula e quem não levi...