31 de ago de 2017

álcool gel

trago as mãos
compulsivamente
embriagadas

o corte no dedo
sobra saliva
a pulila dilata

o vício se rende
não vence (mas)
muda de data.

Nenhum comentário:

como um menino que sonha com pilhas - substantivo que mal cabe no poema - amarelas e que soltam faíscas que acendam as luzes as engrenagens ...