12 de nov de 2013

Quase-cantiga

Os teus olhos não te
dizem das agruras
deste mundo.

Que loucura acreditar
no que a boca não te diz.

; se o faz, faz bem assim:

entredentes para não ter que dizer.

salivante pra fazer acreditar.

Mas quem, cego,
finge que consegue ver

E quem, cético, parece escutar

, solte o coração ao vento esperando
que ele mude
- o coração. Que o vento só tem mesmo
é que ventar.

2 comentários:

Rodrigo Oliveira disse...

", solte o coração ao vento esperando
que ele mude
- o coração. Que o vento só tem mesmo
é que ventar."
Mto bom isso, meu velho. Muito bom. Que o vento, então, vente.

Marcelo Labes disse...

sou sempre mais feliz quando tu aparece por aqui, rodrigo. bom saber que tu me lê. bom saber que meu texto te diz. grande abraço!

como um menino que sonha com pilhas - substantivo que mal cabe no poema - amarelas e que soltam faíscas que acendam as luzes as engrenagens ...