31 de ago de 2015

se até a fé
se até o café.

porque a fome
não pode se
alimentar de si,
então come.

mas não come-
se a si:
devora o outro

[mastiga-mastiga
engole e digere
pouco a pouco].

se até o espelho,
se até os joelhos
rangem mais
que dobradiças.

se até a justiça
ou muito pior
se as injustiças.

se a miséria,
se a cobiça.

seria séria
a minha vida
não fossem as
interpretações
das notícias?

se até nós mesmos,
se até nós juntos:
faltariam mundos
se vivêssemos mesmo.

Nenhum comentário:

será fim de tarde daqui a pouco e veremos os suicidas fazendo fila em cima da ponte do tamarindo para decidir quem pula e quem não levi...