11 de ago de 2010

Um poema sóbrio.

LAMPEJO #30

Sobressalto!
Quando o cheiro
dela
ou vem do
meu corpo
ou duma fresta
na janela.

Nenhum comentário:

como um menino que sonha com pilhas - substantivo que mal cabe no poema - amarelas e que soltam faíscas que acendam as luzes as engrenagens ...