16 de jul de 2015

poema sobre o tema duma canção de françois.

quantos serás
quantos serões
quando virás
verás
voraz
quantos verões


vivivificadamente
um banho

anti-quanti-loquazmente
estranho

: paradoxal

[(há um insistente silêncio
que sempre diz mais)

(há alguns tormentos lentos
duns anos atrás)]

: animal

quem serás
quando a primavera
chegar?

Nenhum comentário:

[duns inéditos aí] um carimbo exatamente aqui duas assinaturas de testemunhas três vias que serão analisadas por altos funcionários e co...