11 de nov de 2015

Se os poemas ao menos
nos dissessem o que
a gente cresce sem nem
desconfiar:

que a vida é dura
e é toda tua
e que não perdes
por esperar:

[a gente só perde
e senta, espera
perde, senta e
espera]

Se os poemas ao menos
dissessem que a gente
nunca chega, de fato,
a ganhar.

Então os poemas
seriam sinceros.

[E já não haveria
mais que escrevê-los].

Nenhum comentário:

[duns inéditos aí] um carimbo exatamente aqui duas assinaturas de testemunhas três vias que serão analisadas por altos funcionários e co...