21 de jul de 2016

da janela do 6o
andar
abençôo a cidade
com fumaça de
cigarro
e tosse.

não possuo
agenda onde
marcar compromissos

[o que exige que tenha
de viver exatamente
na hora
as glórias
os fracassos
e os riscos]

da janela do 6o
andar recebo
os ombros que a
cidade me dá
como se não fosse
nada
ou quase nada
além disso.

Nenhum comentário:

será fim de tarde daqui a pouco e veremos os suicidas fazendo fila em cima da ponte do tamarindo para decidir quem pula e quem não levi...